Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 6 de abril de 2014

AS 9 MAIS ESTRANHAS E BIZARRAS ALERGIAS

As alergias ocorrem quando o sistema imunológico age como se as substâncias estranhas fossem mais prejudiciais do que realmente são. De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças, oito tipos de alimentos explicam 90 por cento das reações alérgicas em indivíduos afetados, nomeadamente leite, ovos, amendoins, nozes, peixes, mariscos, soja e trigo. No entanto, algumas pessoas reagem a alguns alérgenos muito incomuns. Aqui estão nove das alergias mais estranhas. 9. SÊMEN Embora seja possível uma mulher ser alérgica ao sêmen dos seus parceiros, também é possível, e ainda menos comum, os homens serem alérgicos ao seu próprio sémen. Pesquisadores holandeses relataram dois casos em que os homens tinham sintomas alérgicos nos seus olhos e nariz, e síndrome gripal transitória em segundos, minutos ou horas após as relações. 8. CARNE Alergias a carne são incomuns, especialmente em adultos. Mas de acordo com um estudo de caso relatado no Journal of Investigational Allergology and Clinical Immunology, em 2001, um homem sem história aparente de alergias sofreu duas reações à carne. Uma veio imediatamente depois de comer bife do lombo, e a outra, alguns dias depois, quando comeu um hambúrguer feito com carne de vaca. Um teste cutâneo mostrou que ele era alérgico a carne de vaca, porco, cordeiro e carne de coelho, mas não é alérgico a gatos, cavalos, ácaros, soja ou leite de vaca, segundo o estudo. Como o paciente pode tolerar o leite e produtos avícolas, os médicos recomendaram que ele comesse uma dieta livre de carne, à excepção de aves de capoeira. 7. HORMÔNIOS FEMININOS É relativamente comum ouvir as mulheres queixarem-se de piora da acne e retenção de água em certos pontos do seu ciclo menstrual. Contudo, um pequeno número de mulheres sofrem de uma condição conhecida como Dermatite de Progesterona Autoimune (TPA), uma doença de pele que é agravada pela hipersensibilidade de progesterona durante a fase lútea do ciclo menstrual, que ocorre após a ovulação. APD geralmente ocorre na vida adulta e, raramente, durante a gravidez ou no período pós-menopausa. Um caso típico foi relatado no European Journal of Dermatology, em 2002. Uma mulher de 27 anos foi internada numa clínica devido a acne facial recorrente que sempre iniciava cerca de três dias antes do seu período e desbotava em sete dias. As suas lesões de pele desaparecem espontaneamente, sem quaisquer marcas residuais até ao seu próximo ciclo. O diagnóstico foi confirmado quando um exame de pele mostrou que a progesterona causava vermelhidão e inchaço em 30 minutos. Assim que a mulher foi diagnosticada, os seus sintomas foram resolvidos com terapia à base de hormônios. 6. ÁGUA Sim, é possível ter alergia a uma das substâncias mais abundantes no mundo, inclusive nos nossos próprios corpos. Pessoas com esta condição propriamente conhecida como urticária aguagênica muitas vezes experimentam coceira intensa e urticária em 5 minutos de contato com a água, independentemente da sua origem (mar ou água da torneira) ou temperatura. As lesões duram cerca de 30 minutos. O diagnóstico é confirmado através da aplicação na pele de uma compressa embebida em água à temperatura do corpo. Cerca de 30 casos de urticária aquagênica foram publicados na literatura médica, e o mecanismo desta rara condição ainda não é conhecido. 5. TEMPERATURAS FRIAS Também conhecida como urticária ao frio ou urticária fria, esta é uma doença inflamatória causada por uma queda brusca na temperatura. Semelhante a outras reações alérgicas, mais comuns, os pacientes muitas vezes experimentam vermelhidão, coceira, inchaço e urticária quando entram em contato com o ar frio, água fria ou até mesmo bebidas frias. Nadar em água fria é a causa mais comum de uma reação de corpo inteiro grave. A temperatura fria provoca a liberação maciça de histamina e outras substâncias químicas do sistema imunológico, causando uma queda súbita da pressão arterial que pode levar a desmaios, choque e, em casos raros, à morte. 4. SORO FISIOLÓGICO Consistindo principalmente em sal (cloreto de sódio - NaCl) e água, o soro é considerado uma substância benigno e é muitas vezes entregue por via intravenosa para pessoas em risco de desidratação. No entanto, num caso relatado na revista American Journal of Emergency Medicine, em 2009, uma mulher turca de 37 anos desenvolveu uma reação anafilática à infusão de soro fisiológico, enquanto estava a ser avaliada para uma dor abdominal aguda. 3. ISCA DE PEIXE Existem alguns casos de alergia induzida pela isca de peixe. Num caso, um pescador amador de 58 anos, com queixa de inchaço e urticária no rosto e no corpo, tinha ido pescar em água doce. Os sintomas apareceram cerca de três horas depois de ele ter estado a pescar. Testes cutâneos revelou que o homem era alérgico a larvas de Galleria mellonella, que ele tinha usado como isca. 2. PUFES A soja é um alimento alérgeno comum, e aqueles que são alérgicos sabem que não devem incluir soja na sua dieta. No entanto, as alergias de soja podem ser desencadeadas em lugares inesperados, incluindo pufes. De acordo com um estudo de caso em 1996 relatado na revista Annals of Allergy, Asthma & Immunology, um menino de 6 anos de idade, apresentou desconforto respiratório leve enquanto brincava com um pufe na escola. A sua reação foi desencadeada pela poeira dos grãos de soja secos no pufe. 1. PANQUECAS Para a maioria das pessoas, as panquecas expiradas representam apenas uma ameaça menor para a sua saúde e para as suas papilas gustativas. No entanto, um jovem de 19 anos sofreu um choque anafilático e morreu depois de comer panquecas que tinham sido deixadas num armário por cerca de dois anos. De acordo com o estudo de caso de 2001, publicado no American Journal of Forensic Medicine & Pathology, o homem tinha um histórico de alergias múltiplas, incluindo a mofo e penicilina. Em resposta às reclamações dos dois amigos, que diziam que as panquecas tinham sabor de álcool, ele comeu duas panquecas no café da manhã e sentiu falta de ar logo depois. Ele ficou cianótico (ele ficou azul , devido à falta de oxigénio) no caminho para a Hospital e entrou em colapso e paragem cardiorrespiratória no momento da chegada, tendo acabado por falecer. FONTE:Livescience

Nenhum comentário: