Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Sol vai mergulhar em nuvem interestelar super quente


Atualmente o Sol, e todo o Sistema Solar, está viajando através de uma nuvem de gás interestelar - a Nuvem Interestelar Local - medindo cerca de 10 anos-luz de diâmetro, com uma temperatura entre 6.000 e 7.000 Kelvin. Esta nuvem está contida dentro de uma Bolha Local, muito maior, com uma temperatura na faixa dos milhões de graus.[Imagem: SRC/Tentaris,ACh/Maciej Frolow]
No final de 2009, a sonda espacial IBEX, da NASA, descobriu que a fronteira do Sistema Solar possui uma faixa brilhante e misteriosa.
Agora um grupo de cientistas da Polônia e dos Estados Unidos sugere que a "Faixa", resultado da emissão de átomos energéticos neutros, é um sinal de que o Sistema Solar está prestes a entrar em uma nuvem de gás interestelar com temperaturas que podem atingir a casa dos milhões de graus de temperatura.

Nuvens interestelares
Segundo os pesquisadores, a Faixa mostrada no mapeamento da sonda IBEX pode ser explicada por um efeito geométrico gerado conforme o Sol se aproxima da fronteira entre a Nuvem Local de gás interestelar e uma outra nuvem de gás muito quente, a chamada Bolha Local.
Se esta hipótese estiver correta, a IBEX estaria captando a matéria de uma nuvem interestelar muito quente, na qual o Sol poderá entrar daqui a cerca de 100 anos.
Desde a descoberta da "Faixa", apontada pela NASA como um dos achados mais importantes na exploração espacial feita em 2009, pelo menos seis hipóteses foram propostas para explicar o fenômeno, todas elas propondo uma relação da Faixa com os processos em curso na heliosfera ou nas suas vizinhanças.
Mas a equipe do professor Stan Grzedzielski, da Academia Polonesa de Ciências, propõe uma origem bem mais distante.
"Nós vemos a Faixa porque o Sol está se aproximando de uma fronteira entre a nossa Nuvem Local de gás interestelar e uma outra nuvem de gás muito quente e turbulenta," diz Grzedzielski.

Átomos neutros energéticos
Os átomos neutros energéticos (ENA: Energetic Neutral Atoms), registrados pelos sensores da IBEX, originam-se de íons (prótons) sendo acelerados da Bolha Local, que é extremamente quente, quando eles trocam carga com os átomos relativamente frios "evaporando-se" da Nuvem Interestelar Local.
Os recém-criados ENAs não têm carga elétrica e, portanto, podem viajar livremente em linha reta a partir do seu local de nascimento, sem sofrer alterações induzidas pelos campos magnéticos presentes.
Segundo os pesquisadores, alguns deles podem atingir a órbita da Terra, quando então foram detectados pela sonda IBEX.

Bolha quente e turbulenta
A Bolha Local é provavelmente um remanescente de uma série de explosões de supernovas que ocorreram alguns milhões de anos atrás e, portanto, não só é muito quente (pelo menos alguns milhões de graus), mas também turbulenta.
Com isto, os prótons na Bolha Local, que estão próximos à fronteira com a Nuvem Local, arrancam elétrons dos átomos neutros e zarpam em todas as direções, alguns deles chegando à IBEX.
"Se nossa hipótese estiver correta, então nós estamos capturando átomos que se originaram de uma nuvem interestelar que é diferente da nossa," maravilha-se o Dr. Maciej Bzowski, chefe da equipe polonesa da IBEX.

Efeito geométrico
Mas se esses átomos neutros estão sendo criados ao longo de toda a fronteira entre a Nuvem Local e a Bolha Local, por que enxergamos uma Faixa?
"É um efeito puramente geométrico, que observamos porque o Sol está atualmente no lugar exato, a cerca de mil unidades astronômicas da fronteira entre as nuvens," propõe Grzedzielski.
"Se a fronteira entre as nuvens for plana, ou melhor, ligeiramente inclinada em direção ao Sol, então ela aparece mais fina em direção ao centro da Faixa e mais grossa nas laterais, exatamente onde vemos a borda da Faixa. Se estivéssemos mais longe da fronteira, não veríamos nenhuma faixa, porque todos os ENAs seriam reionizados e se dispersariam no gás da Nuvem Local," explica o cientista.
Mergulho interestelar
Isto significaria que o Sistema Solar poderá entrar na nuvem de milhões de graus - a Bolha Local - já no próximo século.
Mas, segundo os pesquisadores, não há razões para preocupações.
"Não há nada de incomum, o Sol frequentemente atravessa várias nuvens de gás interestelar durante sua viagem galáctica," afirma Grzedzielski.
Essas nuvens têm densidade muito baixa, muito menor do que o melhor vácuo obtido nos laboratórios da Terra.
Uma vez lá dentro, a heliosfera se adaptará, podendo encolher um pouco. O nível de radiação cósmica entrando na magnetosfera também poderá subir um pouco, mas nada mais.
"Talvez as gerações futuras tenham também que aprender formas melhores de proteger seus equipamentos contra uma radiação espacial mais forte," conclui Grzedzielski.

Bibliografia:
A Possible Generation Mechanism for the IBEX Ribbon from Outside the Heliosphere
S. Grzedzielski, M. Bzowski, A. Czechowski, H. O. Funsten, D. J. McComas, N. A. Schwadron
Astrophysical Journal Letters
2010 May 5
Vol.: 715 no 2, pp L84, 2010
DOI: 10.1088/2041-8205/715/2/L84

Mistérios geológicos de Marte ganham nova explicação

Um mistério de quase 40 anos em Marte pode agora estar sendo resolvido. Cientistas conseguiram reconstruir a formação de duas características inusitadas no polo norte do planeta: uma série de espirais e um abismo maior do que oGrand Canyon.

Gelo empoeirado
Em dois artigos publicados na edição desta quinta-feira da revista Nature, John Holt e seus colegas da Universidade do Texas descrevem como usaram dados obtidos pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter, da Nasa, a agência espacial norte-americana, para desvendar a composição da camada de gelo no norte marciano.
Na Terra, os mantos são formados principalmente pelo fluxo de gelo, mas em Marte, segundo a nova pesquisa, outras forças têm moldado as calotas. A calota ao norte é uma pilha de gelo e camadas de poeira com até 3 quilômetros de profundidade, que cobre uma área maior do que a do Estado de Minas Gerais.
Ao analisar em computador os dados de radar colhidos pela sonda, os pesquisadores puderam, como se estivessem retirando as camadas de uma cebola, verificar como a cobertura de gelo evoluiu com o tempo.

Grand Canyon de Marte
Uma das partes mais notáveis no polo norte marciano é a Chasma Boreale, uma depressão tão extensa como o Grand Canyon norte-americano, mas mais profundo.
Desde que foi descoberta, em 1972, cientistas estimavam que a depressão teria sido formada a partir do derretimento do fundo do manto de gelo pelo calor vulcânico. Mas o novo estudo indica que tanto a Chasma Boreale como as espirais foram criadas principalmente pela ação de fortes ventos, durante milhões de anos.

Camadas complexas
A nova pesquisa aponta também que a calota de gelo no norte marciano não é composta por muitas camadas relativamente planas, mas que conta com características mais complexas, entre as quais camadas com espessura e orientação diferentes ou camadas que simplesmente desaparecem em alguns pontos.
"Não se sabia da existência de uma estrutura de camadas tão complexa, que registram a história de acúmulo de gelo, erosão e ação do vento. A partir de agora, poderemos recuperar uma história detalhada do clima em Marte", disse Holt.

Redescoberta
Em 1982, Alan Howard, da Universidade da Virgínia, propôs em um artigo que as misteriosas espirais teriam sido formadas pela ação do vento, mas o trabalho foi ignorado pela comunidade científica, que bancava a hipótese da origem vulcânica. O novo estudo mostra que Howard estava certo.
Segundo Holt e colegas, a formação em espiral deriva dos ventos existentes na região, formados por ar denso e relativamente frio que circula a partir dos polos e por sobre as calotas.
A ação do vento é afetada pela força de Coriolis, perpendicular ao sentido do movimento do planeta. Na Terra, isso leva à formação de furacões, que giram em direções opostas nos hemisférios. Em Marte, essa força influencia nos ventos e nas depressões criadas, que assumem a forma de espirais.

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=misterios-geologicos-marte&id=010130100527&ebol=sim

O QUE ESTÁ EM JOGO NA DISPUTA PELO CONTROLE DA REDE

COMO É O SISTEMA
A Icann, sigla em inglês para Corporação da Internet para Nomes e Números, é a organização sem fins lucrativos que põe ordem na rede.Administra, por exemplo, os endereços de internet (www.veja.com.br) e, estabelece os domínios (com,org,edu...).Sem essa ordenação,a internet entraria em colapso.

COMO FUNCIONA O CONTROLE
1- Uma pessoa tenta acessar a página de VEJA na internet. Pra isso, digita o “nome de domínio” (domain name) da revista na rede: veja.com. Na web, existem 9 bilhões de “ nomes de domínio” diferentes.
2- O número de IP (Internet Protocol) associado ao site de VEJA é 200.196.241.205
3- A procura do IP é feita por um sistema chamado Domain Name System (DNS),uma imensa base de dados,espécie de lista telefônica gigantesca.
4- A base para a localização de todos os endereços de internet está em 13 grandes servidores – sendo 10 nos EUA( 6 ficam na costa leste e 4 na costa oeste), 1 na Inglaterra, 1 na Finlândia e 1 no Japão – chamados de RAÍZES, gerenciados pela Icann. É isso que garante que não existam endereços repetidos.

O QUE PODE MUDAR
O registro de nomes de domínio passaria a ser de responsabilidade de um organismo “multilateral intergovernamental” subordinado às Nações Unidas.

MOTIVAÇÃO
As mudanças foram propostas por governos ditatórias e por países que policiam o uso da rede, caso de China, Cuba,Síria,Zimbábue e Arábia Saudita.

O RISCO
A internet entrar em colapso.

Fonte: Revista VEJA

MAIS DE TRÊS MESES SEM MENSTRUAR PODE SER SINAL DE PROBLEMA

Da adolescência à menopausa, a menstruação faz parte da vida de toda mulher. É sinal de saúde na fase reprodutiva. Sua ocorrência é resultado de um mecanismo complexo. Mensalmente, o hipotálamo – região cerebral que controla a produção de hormônios do corpo – envia certas mensagens à glândula hipófise, situada na base do cérebro. Entre os veículos de mensagens, está o hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH), produzido pelo hipotálamo. O GnRH dá ordem à hipófise para produzir dois outros hormônios: o folículo estimulante (FSH) e o luteinizante (LH).
O FSH estimula os ovários. Começa então a ocorrer o amadurecimento dos folículos ( células germinativas), que passam a produzir maior quantidade de estrógenos. Enquanto isso, o LH aumenta e atinge seu pico em torno do 14° dia do ciclo menstrual, provocando a ovulação.
No momento em que um óvulo maduro é liberado, a trompa o capta e ele inicia sua viagem rumo ao útero. No caminho, se fertilizado por um espermatozóide, transforma-se em célula-ovo, e nessa condição segue seu destino para o útero, onde se desenvolverá. Se o óvulo não for fertilizado, a produção de estrógenos e progesteronas diminuem e, essa queda leva à menstruação.Ou seja, hipotálamo, hipófise,ovários,útero e vagina, além das glândulas supra-renal e tireóide, funcionam de maneira integrada. É preciso que estejam em equilíbrio para a menstruação ocorrer. O mínimo desajuste em um deles é suficiente para o “sangue não descer”.
Às vezes claro, é a opção da mulher, como na gravidez ou durante a utilização de anticoncepcionais de uso contínuo. Outras vezes, uma necessidade para tratar doenças que melhoram com a interrupção do fluxo. Por exemplo, cólicas menstruais muito fortes ou a síndrome da tensão pré-menstrual.
Afora isso, a ausência de menstruação no período reprodutivo é sinal de alguma coisa errada, física ou psíquica. Mas atenção: na mulher que menstrua normalmente, ausência de fluxo só deve preocupar quando for superior a três ciclos consecutivos. Nesse caso, estamos diante do que chamamos de amenorréia.
A síndrome dos ovários policísticos é a causa mais comum. Por desequilíbrio do FSH e do LH, os folículos não amadurecem, e os óvulos ficam retidos nos ovários. Além da amenorréia, pode provocar aumento excessivo de pêlos (hirsutismo),obesidade, queda de cabelos, acne e infertilidade. Na maioria dos casos, seu tratamento exige apenas remédios.
A amenorréia pode ter ainda outras origens: anormalidades anatômicas, disfunções hormonais, deitas rigorosas, tumores, menopausa precoce, estresse, exercícios em excesso, magreza exagerada, obesidade e certos medicamentos, em especial os para vômito, alguns antidepressivos e tranqüilizantes. A propósito: amenorréia é uma queixa cada vez mais comum nos consultórios e os principais culpados são o uso indiscriminado de antidepressivos e tranqüilizantes e o padrão magríssimo de beleza feminina.
Não se assuste. Há tratamento para todas essas causas. Só é preciso descobrir qual a responsável em cada paciente. A investigação diagnóstica, portanto, vai depender da história e da avaliação clínica, que por sua vez, determinarão os exames complementares necessários. Há, porém, uma prescrição que para toda mulher:
1-mantenha o peso próximo do ideal;
2-pratique atividade física com moderação;
3-adote uma dieta equilibrada, com muitas verduras e frutas;
4- só use remédio indicado por médicos.
Esses procedimentos evitam falhas na menstruação e protegem a saúde. Fonte: Revista CARAS

CURIOSIDADES

*Uma alimentação rica em azeite de oliva, castanhas, carnes brancas, frutas, verduras e legumes pode ajudar a prevenir a doença de Alzheimer, segundo um estudo publicado na revista Archives of Neurology.

*Medir os depósitos de cálcio nas artérias pode ajudar a diagnosticar com mais precisão o rico de doenças cardiovasculares, segundo um estudo da Universidade Northwestern (EUA). O coeficiente de acúmulo de cálcio é determinado pelo exame tomodensitometria.

*Um estudo publicado na revista “Archives of Internal Medicine” mostra que pessoas deprimidas consomem 55% mais chocolate do que indivíduos com o humor equilibrado. E quanto pior elas se sentirem, maior será a voracidade.

*Quanto maiores os níveis de vitamina D produzido pelo organismo, melhor é a saúde óssea e muscular.Revela um estudo da Universidade Wake Forest,que acompanhou 2.700 pessoas durante 4 anos.

*Cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) desenvolveram uma ponta de diamante acoplada a um aparelho de ultra-som que dispensa o temido motorzinho. Em vez de rotações, o tecido destruído pela cárie é retirado por vibrações de alta freqüência, sem dor e nem sangramento.

*A asma e a rinite alérgica tendem a piorar no inverno. Em algumas pessoas, o ar frio torna os brônquios e a mucosa nasal mais reativos. Para prevenir, mantenha a casa arejada e ventilada, limpe-a diariamente com pano úmido e lava as roupas guardadas antes de usá-las.

*Cientistas da Universidade de New Jersey (EUA) provaram que é possível reduzir o câncer colorretal já existente, consumindo verduras crucíferas como couve e couve-flor. Outro estudo apontou que o consumo diário dessas verduras reduz em 40% o risco de se ter a doença.

*A exposição à poluição durante a gravidez pode afetar o coeficiente intelectual das crianças, segundo um estudo americano realizado com 249 meninos e meninas que viviam em bairros de Nova Iorque.

*Dormir regularmente após o almoço pode aumentar em 26% o risco de se ter diabetes tipo 2, segundo um estudo da Universidade de Birmingham (Grã-Bretanha) e, do Hospital de Cantão (China). As razões seriam o sono noturno perturbado e a redução da atividade física.

*Aumentar a ingestão de vegetais ricos em carotenóides, com cenoura, couve e outros vegetais de folhas verdes, pode prevenir o câncer de mama em mulheres que ainda não passaram pela menopausa, afirma um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard (EUA).

*Mulheres que consomem em grande quantidade de carboidratos com altos níveis glicêmicos, como pães, pizza, arroz, podem duplicar seu risco de ter doenças cardíacas. A conclusão é de um estudo com mais de 47 mil pessoas realizado na Itália.

*Tomar suplementos de vitamina D na gravidez pode prevenir infecções e trabalho de parto prematuro, segundo um estudo apresentado na reunião anual da Sociedade Acadêmica de Pediatria, no Canadá.

* Pessoas que consomem grande quantidade de açúcar possuem níveis mais baixos de colesterol bom (HDL) e níveis mais altos de triglicerídeos do que as adotam dietas pobres nesse tipo de adoçante, afirma um estudo da Emory University.

* Fumar, estar acima do peso, viver estressado, ser sedentário e ingerir muito sal e álcool podem levar à hipertensão. Ela é perigosa porque faz o coração trabalhar mais, o sobrecarregando.

* A laranja é uma aliada contra a celulite. Além de ser rica em vitamina C, que atua no processo inflamatório, a fruta contém hesperidina, substância que fortalece a parede dos vasos sanguíneos, dificultando o acúmulo de líquidos. O ideal é comer 2 laranjas com bagaço por dia.

*Uma em cada quatro adolescentes sexualmente ativas está contaminada pelo HPV, vírus transmitido na relação sexual que pode causar câncer de colo de útero, segundo dados da FIOCRUZ. Daí a importância do uso da camisinha e dos exames periódicos para detectar e tratar a infecção.

*Amamentar não faz bem apenas ao bebê, mas também às mães. Segundo uma pesquisa da Universidade de Pittsburgh (EUA), mulheres que amamentam seus filhos reduzem seu próprio risco de sofrer doenças cardíacas ou derrames. De acordo com os cientistas americanos, as mulheres que amamentaram por mais de um ano são 10% menos propensas a sofrer desses problemas de saúde.

Fonte: Jornal EXTRA

USO DE ENXAGUATÓRIO BUCAL PODE CAUSAR CÂNCER

O uso diário de enxaguatórios bucais que contêm álcool pode causar câncer na boca, segundo uma revisão científica publicada no fim de 2008, na revista Dental Australian Academy.
Um estudo brasileiro realizado com 309 pacientes e, também publicado na Revista de Saúde Pública, encontrou a mesma associação. “Algumas marcas chegam a ter 26% de álcool, e há pessoas que usam todos os dias. Hoje existem produtos no mercado sem álcool, que devem ser escolhidos”, disse à Folha de S.Paulo o oncologista Luiz Paulo Kowalski – diretor do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital A.C.Camargo e um dos autores do trabalho. Normalmente, os produtos com álcool têm preços mais baixos.
Os especialistas alertam que, ao contrário do que a maioria das propagandas sugere, o uso de enxaguatórios bucais não é necessário para a higiene, na maioria dos casos. A recomendação é que somente seja utilizado em situações específicas, como pós-cirurgia, raspagem de dente ou casos de alta incidência de cáries.

Fonte: Folha de S.Paulo

SÍNDROME DO OLHO SECO. Uma dica: pique muito!

Quem adora ficar pendurado no PC ou hipnotizado pelo videogame se arrisca a sofrer de secura visual. Olhos irritados, vermelhos, coçando ou ardendo, além de visão turva, sensibilidade ao vento e à luz e (ironicamente) lacrimejamento, são sintomas que podem apontar para a Síndrome do Olho Seco, problema que atinge 28 milhões de no país.
A síndrome pode ter outras causas, mas qualquer situação que afete pelo menos umas das 3 camadas de lágrimas – oleosa, aquosa e mucosa – pode originar os mesmos sintomas.
Qualquer atividade que exija muita atenção visual pode causar, precipitar ou agravar a sensação de olho seco, mesmo que temporariamente – explica o oftalmologista Bruno Machado Fontes. O motivo é que as pessoas piscam menos. O normal é piscar de 12 a 15 vezes por minutos. Mas, quando estamos em frente ao PC, pisca-se de 3 a 5 vezes menos.
Quem sofre dessa síndrome tem menor lubrificação na região ocular, que pode ser causada ou por produção fraca de lágrimas ou por uma evaporação excessiva dela. Mulheres após a menopausa, pessoas portadoras de glaucoma, artrites, doenças autoimunes, alergias e diabetes também podem ser afetadas pela síndrome. Além disso, fumantes e pessoas que fazem reposição hormonal e uso de determinados medicamentos e complexos alimentares também estão mais propícios a essa instabilidade no filme lagrimal.
A dica para quem está com sintomas de olho seco é procurar um oftalmologista que analise o quadro e indique um tratamento. Exames simples, que podem ser feitos no consultório médico, identificam o que está causando os sintomas. O desconforto é mínimo. Um dos testes determina a quantidade de lágrimas que é produzida pelo paciente. Isso é feito com o médico colocando uma tirinha de papel especial na pálpebra para checar o quanto ela fica molhada durante certo período de tempo. Outro teste consiste na aplicação de um corante que mostra onde e quando as lágrimas se separam na córnea. O tratamento pode incluir a utilização de lágrimas artificiais. Curioso, não? Pois, saiba que a venda estimada dessas lágrimas prescritas pelos médicos já ultrapassa US$ 540 milhões no mundo inteiro.

Fonte://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/03/08/síndrome-do-olho-seco-afeta-28-milhões-de-brasileiros