Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 21 de maio de 2017

SAIBA COMO É UM ATAQUE COM GÁS SARIN

Ele evapora e mata muito rápido e pode ser disseminado por projéteis explosivos ou por pessoas carregando sacos e furando-os para liberar o gás. A substância foi desenvolvida como pesticida pelos alemães em 1938. Transparente e sem gosto em sua forma mais pura, o agente é classificado pelo comitê de segurança da ONU como arma de guerra e causa dano direto ao sistema nervoso.
Investigadores turcos suspeitam que o gás sarin pode ter sido usado no ataque que, na terça-feira, matou pelo menos 86 pessoas e feriu outras mais de 550 na província de Idlib, na Síria. “Segundo os primeiros resultados das análises, foram detectados nos pacientes sintomas que fazem pensar que estiveram expostos a substâncias químicas (sarin)”, detalha o Ministério da Saúde Turco em comunicado. A eficiência está ligada a 3 fatores: quantidade, modo e tempo de exposição. Como a maioria dos artefatos químicos que atacam o sistema nervoso, o sarin impede a ação do sistema de “desligamento” das enzimas que controlam as funções das glândulas e da musculatura. Um dos efeitos genéricos é o cansaço extremo, a ponto de impedir que a respiração continue.

Faces da morte

Portas de entrada do sarin e sintomas causados no corpo são variados.

Último gole

Poucas gotas, se ingeridas, causam a morte em menos de um minuto. Água ou alimentos são os meios de contaminação. Dor abdominal, náusea, vômito e incontinência fecal são os primeiros sintomas. Antídotos como atropina combinada a pralidoxima só funcionam se forem administrados segundos após a ingestão.

À flor da pele

A vítima pode falecer em minutos ou até 18 horas após o contato da pele com sarin líquido. Espasmos musculares, náusea e diarreia são alguns sintomas. A lenta contaminação torna a evolução do quadro mais dramática apresentando convulsões, perda de consciência, paralisia e eliminação de secreções por nariz e boca

Nos olhos dos outros...

Na forma de aerossol, vapor ou líquido, o agente pode matar entre um e dez minutos em contato com os olhos. Os sintomas são irritação na membrana e nas pupilas, dor nos olhos e visão embaçada ou sensação de perda de visão. Sensação de pressão na cabeça, náusea e vômito involuntário também são comuns.

Fôlego da morte

Respirar o gás também pode levar à morte entre um e dez minutos. Contração nas pupilas, estreitamento das vias respiratórias e acúmulo de fluido nos pulmões são as primeiras reações. Espasmos musculares involuntários e convulsões também podem ocorrer. Curiosidade: Uma arma química é aquela cujo agente não se encontra na natureza, diferentemente das armas biológicas. FONTES: Center for Disease Control and Prevention (CDC), Federal Bureau of Investigation (FBI) e BBC News; http://mundoestranho.abril.com.br/ciencia/como-e-um-ataque-com-gas-sarin/

Nenhum comentário: