Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

INGESTÃO DE SOJA PODE REDUZIR RISCO DE RECORRÊNCIA DO CÂNCER DE MAMA

Segundo uma nova pesquisa, uma dieta rica em certos compostos da soja, chamados isoflavonas, pode reduzir o risco de recorrência do câncer entre as mulheres que passaram por tratamento contra alguns tipos de câncer de mama. O estudo começou em 2002, na China, com 524 pacientes de idades entre 29 e 72 anos, que tinham sido diagnosticadas com câncer de mama em estágio inicial ou avançado, e que receberam terapia hormonal após cirurgia. Todas as mulheres tiveram câncer de mama receptor- positivo de estrógeno (ou seja, os tumores cresciam em resposta ao estrogênio), ou receptor-positivo de progesterona (as células cancerosas são alimentadas pela progesterona), ou ambos. As pacientes estavam sendo tratadas com tamoxifeno ou anastrozol, duas drogas destinadas a impedir o crescimento do tumor, afetando os níveis de estrógeno do organismo. Elas também preencheram um questionário que incluía perguntas sobre seu consumo de produtos de soja, incluindo soja, tofu, brotos de soja e farinha de soja. Os pesquisadores descobriram que a taxa de recorrência do câncer foi 12,9% mais baixa entre as pacientes cujas dietas foram maiores em isoflavonas (cerca de 42,3 miligramas por dia), em comparação com aquelas que consumiram menos (cerca de 15,2 mg por dia). Entre as mulheres na pós-menopausa que tomavam anastrozol, o efeito foi mais acentuado: a taxa de recorrência foi 18,7% mais baixa em mulheres que consumiram mais soja. A ligação entre os compostos de soja e o risco de câncer de mama não é totalmente compreendida. O que a pesquisa demonstrou é que os compostos da planta podem afetar os níveis de estrogênio no organismo. Porém, alguns estudos têm obtido resultados contraditórios: enquanto trabalhos parecem mostrar um efeito protetor da soja contra o câncer de mama, outros afirmam que os compostos podem aumentar o risco da doença em algumas mulheres. Por exemplo, pesquisas indicam que uma isoflavona da soja em especial, a genisteína, pode bloquear os efeitos do tamoxifeno e promover o crescimento de células do câncer receptor-positivo de estrogênio, provado em testes com ratos. De qualquer forma, essa pesquisa recente é consistente com outras descobertas sobre os efeitos benéficos do consumo elevado de compostos da soja, então os pesquisadores acreditam que o correto é aguardar mais estudos para confirmar os resultados. O estudo é particularmente importante, pois, segundo o Instituto do Câncer dos EUA, mais de 12% das mulheres nascidas hoje serão diagnosticados com câncer de mama em algum momento de suas vidas, o que aponta para a necessidade de tratamentos eficientes. FONTE: LiveScience

Nenhum comentário: