Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

quinta-feira, 15 de junho de 2017

CONHEÇA 6 PLANETAS MAIS EXTREMOS QUE JÁ FORMA DESCOBERTOS

1. O mais quente

A temperatura de um planeta depende diretamente de dois fatores: a intensidade e a distância de sua estrela. No Sistema Solar, Mercúrio é um dos mais quentes, justamente por ser o mais próximo do Sol. Ele tem uma temperatura média de 430 °C, enquanto o Sol alcança 5.500 °C. Mercúrio perde apenas para Vênus, que registra 461 °C principalmente por conta do efeito estufa. Porém, isso não está nem perto do planeta mais quente descoberto: o KELT-9b, que circunda a estrela HD 195689, alcança impressionantes 4.300 °C! Essa temperatura chega a ser mais alta do que a de algumas estrelas com massa menor do que o Sol, por exemplo. Por ser extremamente quente, ele é um planeta gasoso tipo Júpiter, já que suas moléculas estão em constante ebulição.

2. O mais frio

O OGLE-2005-BLG-390Lb, às vezes chamado de Hoth, em homenagem ao planeta gelado de Star Wars, é o mais frio já detectado até hoje: ele atinge -223 °C, apenas 50 graus acima do chamado zero absoluto. E ele nem é tão distante assim de sua estrela – ficaria entre Marte e Júpiter, por exemplo –, mas acontece que esta se trata de uma anã-vermelha, uma das que tem as menores temperaturas conhecidas.

3. O maior

Júpiter é o planeta com o maior raio do Sistema Solar: ele possui mais de 71 mil km, o equivalente a 11 vezes o da Terra. Já em termos de massa, caberiam 2 mil de nosso planeta dentro de Júpiter. Ele é tão grande que equivale a 2,5 vezes o total de massa de todos os outros planetas do Sistema Solar reunidos! Mas Júpiter é fichinha perto do planeta chamado DENIS-P J082303.1-491201 b: esse gigante tem 28,5 vezes a massa do maior planeta do Sistema Solar, levando alguns cientistas a considerarem que ele se trata, na verdade, de uma estrela anã-marrom.

4. O menor

Com um tamanho pouco maior do que a Lua, o planeta Kepler-37b é o menor que se tem conhecimento até hoje. Ele foi descoberto em 2013 e fica localizado a 210 anos-luz da Terra. Esse planetinha tem uma temperatura semelhante a Mercúrio, já que orbita muito próximo de sua estrela, a Kepler-37.

5. O mais velho

Acredita-se que o Universo possua 13,8 bilhões de anos. Cerca de 1,1 bilhão de anos depois de seu surgimento foi a vez de o planeta mais velho aparecer: o PSR B1620-26 b é um gigante gasoso, com 2,5 vezes a massa de Júpiter e uma idade estimada de 12,7 bilhões de anos. Por ser muito antigo, é bastante provável que não tenha elementos como carbono e oxigênio. Curiosamente, esse avô de todos os planetas é mais velho inclusive do que as duas estrelas que ele orbita: uma de nêutrons e uma anã-branca.

6. O mais novo

Com apenas 2 milhões de anos, o planeta V830 Tauri b é o mais recente do Universo. Ele ainda está em processo de formação, colidindo com asteroides e outros corpos celestes. Sua estrela tem a mesma massa do Sol, mas o dobro do raio, ou seja, ainda não se contraiu até a sua forma final. Esse sistema está localizado a 427 anos-luz da Terra. fonte: sciencealert.com/the-seven-most-extreme-planets-ever-discovered

Nenhum comentário: