Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 22 de novembro de 2015

CIENTISTAS CRIARÃO ACELERADOR DE PARTÍCULAS DO TAMANHO DE CAIXA DE SAPATO

Cientistas no Vale do Silício e na Alemanha deram início a um projeto de 5 anos para criar um acelerador de partículas que é do tamanho de uma caixa de sapatos – um projeto que, se bem sucedido, pode revolucionar a pesquisa médica e científica. Aceleradores de partículas têm sido uma importante ferramenta para pesquisas fundamentais em física durante décadas, mas eles são caros, complexos e levam tempo. Seu trabalho é acelerar partículas carregadas a altos níveis de energia e quanto maior a energia é necessária, maior será o tempo que o acelerador precisa. O acelerador do SLAC National Accelerator Center em Menlo Park (California), possui cerca de 3 quilômetros e o Grande Colisor de Hádrons (LHC, na sigla em inglês), usado para descobrir a partícula de Boson Higgs, é um circuito de 27 quilômetros. Diante disso, fica difícil imaginar que pode ser possível diminuir tal tipo de maquinário ao tamanho de uma caixa de sapato. Mas um trabalho feito em 2013 por duas equipes independentes, uma na Stanford University e SLAC e uma no Friedrich-Alexander University em Erlangen, Alemanha, revelou a capacidade de acelerar partículas carregadas usando luz a laser e um canal de vidro especialmente gravado. Os pesquisadores em questão construíram chips de vidro de sílica com túneis microscópicos que tinha sulcos ao longo de suas paredes. Quando a luz do laser brilhava no chip, ela interagia com os sulcos para produzir um campo elétrico que pode aumentar drasticamente o nível de energia de partículas enviadas através dele. Em seus experimentos de 2013, os cientistas encontraram que o impulso de energia foi 10 vezes melhor que o do acelerador do SLAC a mesma distância. No entanto, os investigadores acreditam que podem elevá-lo a 100 vezes, o que significaria aceleradores muito menores. “É uma abordagem revolucionária”, disse Joel England, cientista no SLAC que está trabalhando no projeto financiado com um fundo de US$ 13,5 milhões da Fundação Gordon e Betty Moore. Segundo England, o grupo espera criar um dispositivo que consiga produzir partículas com uma energia de alguns milhões de elétron-volts (MeV). Isso é o suficiente para os cientistas produzirem os chamados filmes moleculares, que captura ações física ou biológicas que ocorrem em um quadrilhão de segundo. De acordo com os pesquisadores, o projeto de cinco anos funcionará em todos os componentes necessários para produzir um dispositivo do tamanho de uma caixa de sapato na espera de chegar a um protótipo funcional. FONTE: idgnow.com.br/internet/2015/11/19/cientistas-criarao-acelerador-de-particulas-do-tamanho-de-caixa-de-sapato/

Nenhum comentário: