Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 22 de novembro de 2015

PESQUISADORES CONSEGUEM ESCREVER CÓDIGO QUÂNTICO EM CHIP DE SILÍCIO

Engenheiros australianos provaram que uma versão quântica de um código de computador pode ser escrita e manipulada, usando dois bits quânticos em um microchip de silício. O resultado foi obtido por especialistas em computação quântica da University of New South Wales que disseram que este último avanço remove dúvidas persistentes de que operações como essa podem ser feitas de forma confiável o suficiente para permitir que poderosos computadores quânticos se tornem realidade um dia. O código quântico escrito pelos pesquisadores é construído sobre o fenômeno “emaranhamento quântico” onde partículas sub-atômicas ficam tão entrelaçadas que elas compartilham as mesmas propriedades, mesmo quando são separadas. Isso permite fenômenos contraintuitivos como a medição de uma partícula que afeta instantaneamente outra – mesmo se elas estiverem em extremidades opostas do universo. “Esse efeito é famoso por confundir alguns dos pensadores mais profundos do campo, incluindo Albert Einstein, que o chamou de ‘ação fantasmagórica à distância’”, disse o professor Andrea Morello da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Telecomunicações da UNSW. “Einstein era cético sobre o emaranhamento porque parecia contradizer os princípios de 'localidade', o que significa que os objetos não podem ser imediatamente influenciados a partir de uma distância", explicou Morello. A UNSW disse que físicos têm lutado para estabelecer uma fronteira clara entre o mundo cotidiano e o mundo quântico. Por 50 anos, o melhor guia para este limite tem sido o teorema "Desigualdade de Bell", que diz que nenhuma descrição local do mundo pode reproduzir todas as previsões da mecânica quântica. A Desigualdade de Bell exige um teste rigoroso para verificar se duas partículas estão entrelaçadas, conhecido como o "teste de Bell”. “Um aspecto chave do teste de Bell é que ele é extremamente imperdoável: qualquer imperfeição na preparação, manipulação e protocolo de leitura fará com que as partículas falhem no teste" explicou o Dr. Juan Pablo Dehollain, associado de pesquisa UNSW. “No entanto, temos conseguido passar no teste, e temos feito isso com a maior pontuação já registrada em um experimento", disse Dehollain. FONTE: idgnow.com.br/ti-corporativa/2015/11/19/pesquisadores-conseguem-escrever-codigo-quantico-em-chip-de-silicio/

Nenhum comentário: