Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 30 de março de 2014

ESTEATOSE HEPÁTICA NÃO ALCOÓLICA: ENTENDA O QUE É

A esteatose hepática não alcoólica é uma doença que se caracteriza pelo acúmulo de gordura no fígado, que pode ser causada pelo alto consumo de alimentos calóricos e ricos em gordura, ou por consequência da resistência à insulina. Em geral, a esteatose hepática não alcoólica está presente em obesos e diabéticos, com elevada quantidade de lipídeos no sangue, como colesterol e triglicerídeos. No entanto, ela pode ocorrer sem fator de risco aparente, podendo acontecer até em crianças. Esta é uma doença facilmente tratável com dieta e perda de peso, não apresentando, em geral, risco para vida do paciente. Porém, quando não é devidamente controlada e tratada ela pode evoluir para cirrose que é uma doença do fígado em que ele perde as suas funções. SINTOMAS: Os sintomas incluem: - Dor no abdômen; - Inchaço abdominal; - Perda de apetite; - Cansaço; - Enjoo; - Vômito; - Olhos e pele amarelos. Inicialmente, a esteatose hepática não alcoólica não apresenta sintomas, por isso ela é normalmente identificada através da realização de exames de imagem por outros motivos que acabam por confirmar a doença. TRATAMENTO: O tratamento é feita através da perda de peso, dieta com baixo teor de gorduras e carboidratos indicada pelo nutricionista, prática de exercício físico regular e controle da diabetes, se o paciente tiver a doença, indicado pelo endocrinologista. Se a esteatose hepática não alcoólica não for controlada, pode evoluir para cirrose em que ocorre a degeneração do tecido hepático e perda significativa da função hepática, tendo consequências graves para a saúde do indivíduo como câncer do fígado, por exemplo. DIETA: A dieta deve ser pobre em lipídeos ou gorduras e reduzida em calorias. Na dieta é recomendado o paciente: - Comer frutas, verduras e legumes que ajudam no controle do açúcar no sangue e podem diminuir a absorção de gorduras; - Optar por leites desnatados e queijos magros, como a ricota e cottage; ​- Optar por pães, massas e cereais integrais; - Comer carnes magras e brancas como peru ou galinha, por exemplo, peixes; - Evitar comer frituras; - Optar por alimentos grelhados, assados ou cozidos; - Evite comer doces ricos em gordura como sonho, bolos com cobertura, goiabada ou doce de leite, por exemplo; - Evitar comer alimentos ricos em gorduras, como pizzas, sanduíches, hambúrgueres e condimentos; - Optar para sobremesa saladas de frutas, frutas ao forno, picolés, sorbets e gelatina. Além destas recomendações, é importante o paciente beber cerca de 1,5 - 2 litros de água por dia e comer a cada 3 horas, mesmo que não tenha fome. O paciente deve aliar a prática de exercício físico regular à dieta para obter melhores resultados. FONTE:TUASAUDE

Nenhum comentário: