Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

domingo, 30 de março de 2014

VOCÊ SABE O QUE É ESTEATOSE HEPÁTICA?

Esteatose hepática, fígado gordo ou fígado gorduroso como é conhecida popularmente, é o nome que se dá quando existe um acúmulo excessivo de gordura (principalmente triglicerídeos) nas células que formam o fígado, sendo muito frequente em que sofre de obesidade mórbida. A esteatose hepática evolui para a cirrose principalmente quando estão associadas outras doenças como hepatite B ou C crônica, colestase, doenças metabólicas, doenças autoimunes ou nos que consomem bebidas alcoólicas em excesso. A esteatose hepática não alcoólica refere-se a qualquer dano no fígado que não seja causado pelo abuso do álcool, isto inclui a hepatite gordurosa, fibrose e até a cirrose. Inicialmente ela também não gera sintomas e por isso é mais frequentemente diagnosticada por acaso ao realizar exames de imagem por outros motivos. SINTOMAS: Os sinais e sintomas da esteatose hepática podem ser: - Enjoo; - Vômito; - Dor e inchaço abdominal; - Pele e olhos amarelados. Estes sintomas só tornam-se evidentes quando a doença encontra-se avançada e há um comprometimento mais sério do fígado, pois na esteatose hepática inicial a doença é assintomática. CAUSAS: As causas estão relacionadas ao acumulo de gordura no fígado que podem ter relação com: - Abuso de bebidas alcoólicas; - Obesidade; - Nutrição parenteral total; - Hepatite medicamentosa; - Diabetes tipo 2; - Pós operatório de pacientes submetidos à derivação jejuno-ideal; - Caquexia. DIAGNÓSTICO: O diagnóstico pode ser feito através de exames de imagem como ultrasonografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética e, em alguns casos, através da biópsia do fígado. Estes exames devem ser capaz ainda de classificar a esteatose hepática como sendo discreta ou difusa. TRATAMENTO: O tratamento deve ser feito através de uma dieta hipocalórica, prática de exercícios e da resolução de outros fatores que podem estar relacionados com a doença. A toma de medicamentos nem sempre é indicada e seu uso vai depender da opinião do médico. DIETA: A dieta consiste em retirar da alimentação frituras, gorduras e doces e aumentar o consumo de frutas, legumes, verduras e carnes magras. Um nutricionista poderá indicar uma dieta individualizada, de acordo com as necessidades. FONTE:TUASAUDE

Nenhum comentário: