Loading...

Total de visualizações de página

Postagens populares

sábado, 29 de março de 2014

PEDRAS NOS RINS: SAIBA COMO EVITAR

A pedra nos rins é uma massa dura de minerais na urina que se forma nos rins, e se for grande o suficiente, pode causar dor. CAUSAS: As pedras nos rins formam-se quando não há líquido suficiente na urina para diluir os produtos químicos usados, tais como o cálcio, oxalato e fósforo. Estes resíduos químicos concentrar-se e os cristais começam a formar-se, de acordo com a National Kidney Foundation. As pedras nos rins podem variar em tamanho, com algumas a ser tão pequenas quanto um grão de areia, e outras tão grandes como uma pérola ou até mesmo uma bola de golfe, segundo o National Institutes of Health. Pequenas pedras podem passar pelo trato urinário e ser excretadas sem causar sintomas. No entanto, as pedras maiores podem ficar presas no trato urinário e bloquear o fluxo de urina, o que pode causar dor ou sangramento. SINTOMAS: Os sintomas de pedras nos rins incluem dor urinar, sangue na urina e dor aguda na região lombar ou parte inferior do abdómen. Pessoas que pensam que têm uma pedra nos rins, ou que apresentam sintomas graves, como dor extrema que não desaparece, febre, calafrios e vómitos, devem procurar um médico. FATORES DE RISCO: As pessoas estão em maior risco de formarem pedras nos rins se já tiveram uma pedra no passado, ou um membro da sua família teve uma pedra. O momento mais comum para desenvolver pedras nos rins é entre as idades de 20 e 50 anos, de acordo com a National Kidney Foundation. Outros fatores de risco incluem não beber bastante água, ter uma dieta rica em proteínas, sódio e açúcar, ser obesos, ou submetidos a cirurgia de bypass gástrico. TRATAMENTO: Pequenas pedras nos rins geralmente não precisam de tratamento, mas um indivíduo pode precisar de tomar medicação para a dor. Pacientes com cálculos renais também devem beber muitos líquidos, que podem ajudar a pedra a passar. Grandes pedras nos rins, ou pedras que bloqueiam o trato urinário, podem precisar de outros tratamentos. Um tratamento é a onda de choque litotripsia, durante o qual o médico utiliza uma máquina que produz ondas de choque para quebrar a pedra em pequenos pedaços para que possa passar através do trato urinário. Outro tipo de tratamento, chamado ureteroscopia, usa uma ferramenta especial chamada ureteroscópio para visualizar a pedra do rim no ureter - o tubo que liga os rins à bexiga. Um médico pode então remover a pedra ou usar a energia do laser para a quebrar. PREVENÇÃO: A melhor maneira de prevenir a maioria dos tipos de pedras nos rins é beber muito líquido (cerca de 2 a 3 litros por dia). Determinar o tipo de pedra que você teve pode ajudar os médicos a entender o que causou a pedra, e fazer recomendações para evitar a doença. Para pessoas que já tiveram pedras de oxalato de cálcio, os médicos podem recomendar evitar alimentos ricos em oxalato, como espinafre, ruibarbo, nozes e farelo de trigo. Reduzir a ingestão de sal pode também reduzir o risco de uma pessoa ter pedras nos rins. Apesar de algumas pedras serem feitas de cálcio, a ingestão de alimentos ricos em cálcio não afeta o risco de pedras nos rins. FONTE:Livescience

Nenhum comentário: